MP investiga R$ 340 mil em emendas para evento com dinheiro público em MT

Procurador-geral diz que investigação entra no rol daquela que averigua o pagamento de cantores sertanejos com dinheiro público

Foto: Marcos Lopes/ALMT

O Ministério Público de Mato Grosso (MPE) apura a informação de envio de emendas parlamentares de deputados estaduais para o evento religioso Marcha Para Jesus. O procurador-geral José Antônio Borges publicou na terça-feira (14) a abertura da averiguação de notícia de fato. 

CURTA NOSSA FANPAGE NO FACEBOOK – CLIQUE AQUI

A organização do evento, que ocorre no sábado (18), recebeu cerca de R$ 340 mil de cinco deputados estaduais. Gilberto Cattani (PL) e Xuxu Dal Molin (União Brasil) destinaram R$ 100 mil cada; Valmir Moretto e Ulysses Moraes R$ 50 mil cada, e delegado Claudinei, R$ 40 mil. 

No documento, o Ministério Público diz que essa apuração corresponde aos procedimentos abertos pelo órgão para apurar o pagamento por prefeituras a artistas, principalmente cantores sertanejos, em eventos oficiais. 

Uso eleitoral?

Era esperada a vinda do presidente Jair Bolsonaro (PL) no evento do próximo sábado. Porém, a participação dele foi cancelada por falta de espaço na agenda.  

O procurador-geral José Antônio Borges disse ainda na notícia de fato que a apuração também seguirá o viés de suposto uso eleitoral das emendas na Marcha. 

Mais cedo, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (União Brasil), disse que a há previsão na regra das emendas de seleção para eventos artísticos, porém ele criticou a quantia paga para artistas nacionais. 

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE BEM-INFORMADO (NOTÍCIAS, VAGA DE EMPREGO, UTILIDADE PÚBLICA) – CLIQUE

CURTA NOSSA FANPAGE NO FACEBOOK – CLIQUE AQUI

 

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

FONTEO livre /Reinaldo Fernandes
Artigo anteriorLei Seca: 15 motoristas são detidos por embriaguez Nova Mutum/MT
Próximo artigoSuspeito por furta banco é preso após ser reconhecido em imagens de câmeras