Redução do ICMS no diesel, custo do frete pode fica mais barato

Novas medidas poderiam ser tomadas para aliviar a carga tributária do seto

Foto: freepik

A aprovação nesta segunda, dia 14 de junho, pelo Senado do Projeto de Lei Complementar (PLC) 18/2022, que limita em 17% a cobrança de ICMS sobre bens considerados essenciais, como combustíveis, telecomunicações, energia e transporte público, trará efeitos positivos em caso de redução efetiva no preço do diesel, refletindo no frete dos caminhões que transportam grande parte dos produtos agropecuários no País. A avaliação é do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (FAESP), Fábio de Salles Meirelles.

 

Meirelles, entretanto, ressalta que novas medidas poderiam ser tomadas para diminuir também a carga de impostos dos produtos da cesta básica. “Os alimentos são itens ainda mais essenciais e devem ter a carga tributária reduzida ao máximo”, argumenta o presidente da Federação.

“Com o diesel mais barato, esperamos menor pressão nos preços dos fretes e, consequentemente, menor custo para os produtores”, afirma Meirelles. O presidente da FAESP lembra que diesel mais barato também diminui os custos de produção agrícola, com menor dispêndio em tratores, máquinas e equipamentos que utilizam este combustível. “É um valor cada vez mais elevado para o produtor, que nem sempre consegue repassar e acaba tendo que absorver esse custo e o prejuízo”, diz Meirelles.

O objetivo da medida é tentar amenizar os impactos da inflação. O presidente lembra que a inflação alta leva a um aumento da taxa Selic por parte do Banco Central (BC) e, com isso, também a uma elevação nas taxas de juros nos financiamentos agropecuários. “Os produtores precisam financiar a atividade agropecuária e o aumento da Selic é uma péssima notícia”, diz ele.

 

As informações são da Faesp.

PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE BEM-INFORMADO (NOTÍCIAS, VAGA DE EMPREGO, UTILIDADE PÚBLICA) – CLIQUE

CURTA NOSSA FANPAGE NO FACEBOOK – CLIQUE AQUI

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Artigo anteriorNota de Falecimento
Próximo artigoPesquisa aponta Mauro Mendes com 43% das intenções de voto e Procurador Mauro com 9%