MT se destaca com 22,4% das exportações do agronegócio brasileiro

Estado foi responsável por US$ 3,38 bilhões do total exportado pelo Brasil em maio

Foto: Ivan Bueno / Appa

As exportações do agronegócio brasileiro tiveram alta de 14,2% em maio deste ano, em relação ao mesmo mês de 2021, chegando ao valor de US$ 15,11 bilhões. O grande destaque foi o estado de Mato Grosso, responsável por 22,4% das exportações do país, com US$ 3,38 bilhões.

O principal setor exportador do agronegócio brasileiro é o complexo soja, que inclui o farelo, o óleo e a soja em grãos. Somente em maio, o somatório dessas commodities foi de US$ 8,15 bilhões. Nesse contexto, MT foi o  responsável por mais de um terço da soma (35,3%), com US$ 2,88 bilhões.

O levantamento foi realizado com base nas informações do sistema Agrostat, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A maioria das Unidades da Federação apresentou variação positiva nos valores exportados, muito influenciados pelos preços médios de exportação dos produtos do agronegócio.

O volume de produtos do agronegócio exportados pelo Brasil teve uma queda de 13,4% em maio, na comparação com o mesmo período de 2021. O crescimento do valor exportado pelo Brasil em 2022 ocorreu devido à alta do índice de preços das commodities, que foi de 27,5%.

Exportações em 2022

As exportações do agronegócio brasileiro somaram, de janeiro a maio de 2022, US$ 63,62 bilhões, com uma alta de 29,0% em relação ao mesmo período do ano passado.

valor é recorde para o período, ultrapassando a melhor marca anterior, registrada entre janeiro e maio de 2021, com US$ 49,33 bilhões.

MT, no acumulado do ano, ainda foi o principal estado exportador em valor, com a cifra de US$ 13,94 bilhões, representando 21,91%. O estado de São Paulo ficou em segundo lugar, com representatividade de 14,69% e somatório de US$ 9,34 bilhões.

Os cinco maiores setores exportadores do agronegócio entre janeiro e maio de 2022 foram: complexo soja (46,7% de participação); carnes (15,5% de participação); produtos florestais (10,7% de participação); café (6,1% de participação); e complexo sucroalcooleiro (5,1% de participação).

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

FONTEinformações da assessoria
Artigo anteriorAcidentes de trabalho estão entre consequências do alcoolismo, aponta psicóloga
Próximo artigoMãe é presa por quebrar dedo da filha enquanto a agredia com chineladas